Como precificar

Matheus Campigotto

quarta-feira, jul 08

Os passos necessários para uma boa precificação de produtos e serviços

 

Antes de tudo, saber o preço ideal para o seu produto ou serviço é muito importante para a saúde do negócio. Além de bancar os custos da organização, o preço final é a base para o lucro.

Assim, em algumas situações, a diretoria de uma empresa ou o próprio empreendedor, muitas vezes, utiliza fórmulas que considera apenas o custo da compra, sem levar em conta outras variáveis importantes.

Quer saber como precificar o seu produto ou serviço da melhor maneira? Então, confira nosso post e conheça os passos necessários para essa ação.

Como precificar os produtos e serviços de sua empresa

Primeiramente, precisamos entender que os desafios da precificação buscam equilibrar algumas variáveis: os custos da produção, o valor que a concorrência cobra, a margem de lucro esperada, e (o mais difícil) o quanto seu potencial cliente está disposto a pagar pelo seu serviço ou produto. Dessa forma, uma organização não pode estimular um valor muito barato ou muito caro.

O primeiro passo para a resolução deste problema está no entendimento de que preço e volume de vendas são componentes que devem ser minuciosamente calculados. Abaixo, iremos listar o passo a passo para você conseguir encontrar o preço ideal. Veja:

1.Verifique as variáveis do seu produto ou serviço

Em primeiro lugar, para encontrar o preço certo é necessário o conhecimento dos custos e despesas variáveis, que vão se diferenciando em relação à quantidade de produtos ou serviços vendidos na sua empresa, e considerar esses valores na hora de elaborar os preços.

Aqui pode haver uma sensação de oportunidade imediata de redução de preços. Isso pode ocorrer com uma ou mais linhas de produtos ou serviços oferecidos, desde que justificada estrategicamente. Caso seja feito de maneira generalizada, há o risco de  a receita gerada pela sua empresa não ser suficiente para sustentar o negócio.

Alguns custos variáveis podem ser fáceis de serem identificados, pois estão relacionados com a aquisição de produtos, na fabricação de mercadorias, ou na manutenção de serviços tais como:

– Insumos produtivos;

– Matéria-prima;

– Custo da mão de obra direta

2.Considere o tipo de regime tributário que a sua empresa se encontra

Sendo classificada como uma despesa de cunho variável, é importante conhecer sobre os tributos que são incididos no preço de venda. Dependendo do seu segmento de atuação, há um impacto direto e muito alto em como os impostos são cobrados, o que afeta sua capacidade de absorver os custos e gerar rentabilidade.

3.Defina a margem de contribuição

Aqui, estamos nos referindo à quantia que sobra da receita, depois de retirar todos os valores com gastos e despesas variáveis e composto por custo variável.

Para que não haja erros na hora de realizar a margem de contribuição, é necessário avaliar o mercado, analisando os preços da concorrência e qual é o valor do produto ou serviço (considerando todos seus atributos e propriedades) que eles oferecem para os clientes.

Assim, é preferível que seja feita uma margem específica para cada produto ou serviço oferecido pelo seu negócio, fazendo com eles sejam mais competitivos. Caso sua empresa já tenha alta competição no mercado, pode ser possível optar por diminuir as margens de contribuição de alguns produtos para ganhar em volume de vendas. Uma das melhores maneiras de compreender a eficiência desse método é medindo a elasticidade de preço dos seus produtos ou serviços.

4.Defina sua estratégia

Em cada momento da sua empresa pode ser aplicada uma estratégia de preços diferente, seja ela buscar maior rentabilidade, aumento na receita ou crescimento de volume de vendas.

Essa escolha, é claro, deve estar alinhada com a expectativa de geração de caixa da organização e com seu planejamento de curto e longo prazo.

Isso quer dizer que o ponto de equilíbrio caracteriza o necessário para assegurar seu funcionamento, gerando o lucro esperado e atendendo à expectativa de vendas para que se mantenha o negócio crescendo.

Pricing Outsourcing: Por que investir?

Com a terceirização dos processos de precificação, é possível otimizar os preços, medindo eficiências e fazendo comparações taxativas no mercado, encontrando o melhor preço para os produtos e serviços.

Dessa forma, a empresa contratada ficará com a tarefa de precificação, enquanto a sua organização fica livre para focar no atendimento impecável aos seus clientes e no desenvolvimento de seus produtos e serviços.

“Saber o preço ideal para o seu produto ou serviço é muito importante para a saúde do negócio”

Conforme vimos acima, é importante conhecer as estratégias e adequá-las aos objetivos financeiros da empresa, priorizando sempre a disposição do cliente em adquirir um produto ou serviço cujo preço seja compatível com o valor percebido.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros Posts

Análise de mercado
Análise de mercado

A importância da análise de mercado para a precificação de produtos e serviços

Revenue Management
Revenue Management

O seu consumidor pode pagar mais pelo seu produto (e ele deveria desejar por isto)

Só se constrói valor com precisão

Entre em contato

Entre em contato com a gente! Quer mais detalhes sobre o que fazemos e como fazemos? Preencha o formulário e saiba mais!

atendimento@volix.com.br
(11) 99769.6606

Design by